• Rayla Alves

Coronavírus deixa 304 mortos na China e epidemia chama atenção de organização mundial da saúde

Atualizado: Fev 2


A doença originária da cidade chinesa Wuhan, já infectou quase 8 mil pessoas. No Brasil, 16 pessoas recebem tratamento adequado, após suspeita do vírus


Uma doença que ataca o sistema respiratório de forma muito rápida, está desestabilizando e deixando em pânico todo o mundo. O coronavírus, ( 2019-nCov) responsável por desencadear desde resfriados comuns a síndromes respiratórias graves, já infectou quase quinze mil pessoas e deixou até o momento, 304 pessoas mortas, na China. O primeiro caso do vírus foi registrado em Wuhan, uma cidade chinesa.

Em decorrência da gravidade e da disseminação da doença, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta quinta-feira (30), uma nota afirmando emergência de Saúde Pública Internacional após o surto da nova mutação do coronavírus (2019- nCov). Além da China, outros 14 países confirmaram casos do novo vírus, estão entre eles: Coreia do Sul, Singapura, Austrália, Malásia, Camboja, Filipinas, Tailândia, Nepal, Índia, Canadá, França e Finlândia.


O relatório divulgado pela OMS destaca que mais de 80 pessoas fora da china estão recebendo tratamento isolado. No Brasil, 16 estão com suspeita de infecção ,mas nenhum caso foi confirmado. Os Estados onde aconteceram esses registros são: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e fortaleza.


O Ministério da Saúde informou pelas redes sociais que deu início a um processo de licitação, solicitando mil leitos de UTI . " Estamos nos preparando, é bem provável que precisaremos de mais leitos de UTI, as licitações feitas são para atender os novos casos, nos hospitais de referência", confirmou.


Sintomas e prevenção da doença


Os sintomas de doenças causados pelo Coronavírus podem se desenvolver a partir da tosse, dificuldade respiratória, falta de ar e febre. Em casos de síndromes respiratórias mais graves, podem ocorrer insuficiência renal ou até mesmo a morte. Diante disso, autoridades e especialistas da área recomendam que a higienização seja realizada de forma contínua.


Estão entre as medidas mais recomendadas para a prevenção do Coronavírus, evitar o compartilhamento de objetos pessoais, tais como copos e talheres, cozinhar bem carnes e ovos, evitar tocar o nariz, olhos e boca sem o higiene das mãos e evitar contato próximo com pessoas que apresentem infecções respiratórias, além de não se aproximar de animais doentes, uma vez que o coronavírus (2019-nCoV) é zoonótico, ou seja, pode ser transmitido entre o ser humano e outros animais. Cientistas de todo o mundo, correm contra o tempo e se mobilizam para que uma nova vacina seja criada, a fim de conter o surto, que vem deixando em alerta, todo o mundo.


#coronavirus #oms #saude #sintomas #prevencao

© 2020 Rayla Alves